Taça de Portugal

3ª Eliminatória

0-2

37' (AG) Gonçalo Gregório  62' Lincoln

Rescaldo

UD Leiria

Onze Inicial

1 Tomás Bozinoski
52 Habib Sylla 82'
4 Benny Silvano 72'
76 Filipe Almeida
44 Diego Galo
15 Kaká 83'
5 Babanco 64'
6 Ranger Paula 60'
88 Marco Silva 72'
11 Jair Silva 65'
9 Gonçalo Gregório 37' (AG)

Suplentes

29 Fábio Ferreira
2 João Dias
7 Leandro Antunes 72'
8 Afonso Caetano 72'
21 Renato Alexandre 83'
55 Paulinho 65'
89 Nuninho 64'

Treinador

Filipe Cândido

CD Santa Clara

Onze Inicial

99 Marco Pereira
2 Rafael Ramos
4 Boateng 61'
5 João Afonso
6 Mansur
8 Anderson Carvalho 90+4'
21 Nené 83'
10 Lincoln 62'
26 Jean Patric 83'
98 Ricardinho
29 Luiz Phellype 69'

Suplentes

1 Ricardo Fernandes
17 Cristian Tassano 61'
95 Pierre Sagna
19 Júlio Romão 83'
7 Allano 83'
9 Bouldini 69'
77 Rui Costa

Treinador

Tiago Sousa

Árbitro Principal

Manuel Mota

Árbitro Assistente

Jorge Fernandes

Árbitro Assistente

Nuno Eiras

4º Árbitro

Ricardo Martins

Missão cumprida!

 

O Santa Clara avança para a 4ª eliminatória da Taça de Portugal numa partida de superação, em que «ganhar» era a palavra de ordem.

 

Com o imponente castelo de Leiria mesmo no cimo da encosta, foi dentro do relvado do Estádio Magalhães Pessoa que o Santa Clara carimbou o acesso à 4ª eliminatória da Taça de Portugal. Frente a um adversário complicado, e que gerou algumas dificuldades aos Bravos, foi cumprida a palavra de ordem com um triunfo por duas bolas a zero, sem sofrer golos.

 

Na estreia oficial de Nuno Campos pelos Bravos Açorianos, a primeira parte foi marcada por maiores dificuldades em certos períodos. Contudo, se foram escassas as oportunidades para as nossas cores, é igualmente verdade que Marco Pereira não foi obrigado a uma grande intervenção: sempre que o experiente guardião foi posto à prova, amarrou, sem grande dificuldades, esteve seguro e não hesitou.

 

O golo dos açorianos surgiu pela cabeça de Gonçalo Gregório, num autogolo que teve a sua razão de ser: uma grande bola de Rafael Ramos, bastante tensa, acabou por resultar no desvio infeliz do avançado da União de Leiria. Resultado favorável que deu vantagem ao Santa Clara, permitiu a confiança e convicção para uns segundos 45 minutos distintos em vários aspetos.

 

A segunda parte, com os devidos ajustes do treinador e equipa técnica, trouxe novidades. Mais bola, iniciativa de jogo e uma acutilância diferente nos vários momentos do jogo, aliada à vantagem trazida para o descanso, deram uma tranquilidade mais acentuada no jogo. Lincoln, na sequência de um livre, dilatava a vantagem e dava uma margem de erro superior ao Santa Clara. Margem, essa, que acabou em segundo plano: a concentração e organização da equipa na segunda parte foram superiores.

 

O resultado foi estabelecido, mas não sem antes um lance duvidoso e que careceu de repetição para clarificação: Jean Patric foi lançado na profundidade pela esquerda e ainda bateu o guardião Bozinoski com categoria, mas a equipa de arbitragem liderada por Manuel Mota prontamente anulou o lance por fora-de-jogo. Fica a dúvida, estando Jean Patric no seu melhor momento com a camisola do Santa Clara: marcou em Vila do Conde e em Vizela os seus primeiros dois golos com a camisola dos Bravos Açorianos.

 

Ainda com poucos dias de trabalho, registo de algumas boas ilações para Nuno Campos. O próximo teste será no sábado frente ao Famalicão, no Estádio de São Miguel, com o grupo de trabalho galvanizado pela vitória que carimba a 4ª eliminatória da Taça de Portugal.

DESTAQUES

 

 

Lincoln: Voltou a marcar de livre direto esta temporada e foi sempre dos mais interventivos, contribuindo, não raras vezes, no processo defensivo.

 

Ricardinho: Tem ganho confiança ao longo da temporada e assinou uma bela exibição, sempre com magia nos pés e grande propensão a servir os colegas na profundidade.

 

Mansur/Rafa: Bem no momento defensivo, foram fundamentais para a criação de oportunidades de golo pela largura que davam nos flancos.

90+5'Termina a partida em Leiria. O Santa Clara segue em frente na Taça de Portugal
90'Tempo adicional de 4 minutos
82'Cartão amarelo para Habib Sylla.
80'Oportunidade para o UD Leiria. Nuninho a rematar por cima da baliza.
66'Ricardinho descobre Jean Patric, mas o lance acaba por encontrar o guarda-redes adversário.
61'GOLO! 0-2. Livre de Lincoln, a bola desvia na barreira e só para no fundo das redes!
61'Livre para ser cobrado por Lincoln.
59'Por milímetros! Canto na direita como ataca o Santa Clara, Mansur penteia a bola e Ricardinho, por muito pouco, não chega ao esférico.
58'Belo cruzamento de Lincoln pela esquerda que só não encontra Luiz Phellype pelo corte da defesa leiriense. É canto.
56'Sucessão de oportunidades para o Santa Clara, mas sem o golo. Vamos para o segundo, Bravos!
50'Jean Patric ainda insere a bola dentro da baliza adversária, mas o lance é invalidado por fora-de-jogo.
49'Grande corte de Boateng, que dá canto para a União.
46'Recomeça a partida no Municipal de Leiria.
45'Manuel Mota apita para o intervalo da partida.
45'Boateng dá o corpo às bolas e impede o golo do empate!
38'GOLO DO SANTA CLARA! 0-1. Rafa Ramos executa o livre que acaba desviado por um adversário para o fundo das redes.
37'Ricardinho tenta lançar Luiz Phellype no espaço, mas corte providencial da defesa adversária.
33'Oportunidade desperdiçada pela União, em jogada seguinte a um pontapé de canto para os leirienses.
28'Rafa Ramos descobre Luiz Phellype no coração da área, em movimento de desmarcação, mas o ressalto da bola na relva impossibilita outro controle de bola.
26'Pontapé longo de Marco que tenta encontrar Rafa Ramos na profundidade, mas chega primeiro o guardião Bozinoski.
23'Oportunidade de perigo para a União na sequência de um lance de bola parada.
11'Marco, segura, amarra a tentativa da União de Leiria.
1'Apita Manuel Mota para o início da partida!
Transmissão televisiva no Canal 11.