Liga BWIN

11ª Jornada

0-3

  42' Sérgio Oliveira 47' Luis Díaz 77' Luis Díaz

Rescaldo

CD Santa Clara

Onze Inicial

1 Ricardo
6 Mansur
5 João Afonso (c)
17 Tassano
95 Sagna
21 Nené 83'
25 Morita
10 Lincoln 72'
7 Allano 40' 63' 63'
98 Ricardinho 62'
77 Rui Costa 72'

Suplentes

97 Rodolfo
2 Rafael Ramos
4 Boateng
8 Anderson 83'
16 Paulo Henrique
19 Romão 72'
26 Jean Patric 62'
29 Luiz Phellype 72'
30 Mohebi

Treinador

Tiago Sousa

FC Porto

Onze Inicial

99 Diogo Costa
12 Zaidu 45'
3 Pepe (c)
19 Mbemba
23 João Mário
27 Sérgio Oliveira 42' 85'
16 Grujic 80'
7 Luis Díaz 47' 77' 85'
25 Otávio 80'
30 Evanilson
9 Taremi 84'

Suplentes

1 Marchesín
2 Fábio Cardoso
10 Francisco Conceição 80'
11 Pepê 84'
17 Tecatito
20 Vitinha 80'
28 Bruno Costa 85'
29 Toni Martínez
50 Fábio Vieira 85'

Treinador

Sérgio Conceição

Árbitro Principal

Rui Costa

Assistente

Nuno Pereira

Assistente

Nuno Manso

4º Árbitro

João Afonso

VAR

André Narciso

Erguemos a cabeça e continuaremos a ser Bravos.

 

Golos à boca do intervalo e mesmo a recomeçar o encontro fizeram a diferença no encontro frente ao FC Porto.

 

O FC Porto levou a melhor (0-3) no embate frente ao Santa Clara, menos de duas semanas depois dos Bravos Açorianos se terem tornado na 1ª equipa portuguesa a derrotar os azuis e brancos na presente época desportiva.

 

Na base do resultado estiveram golos em alturas cruciais do encontro: Sérgio Oliveira inaugurou o marcador à beira do intervalo, num remate de meia distância, e Luis Díaz, de cabeça, expandiu a liderança do FC Porto mesmo no início do 2º tempo. Dispondo de boas oportunidades para até se colocar em vantagem nos primeiros 45 minutos, a eficácia dos azuis e brancos acabou por ser assinalável, sobretudo pelas alturas em que concretizou.

 

Com mais bola e iniciativa do jogo por parte da formação orientada por Sérgio Conceição, até foi o Santa Clara que dispôs de situações em que realmente conseguiu assustar a baliza azul e branca. Nem sempre materializando-se em remates concretos, mas em tentativas de explorar a profundidade que criaram dificuldades à defensiva contrária.

 

Mesmo assim, num curto espaço de tempo, a partida acabou por ser resolvida pelos visitantes, lá está, com golos em alturas fulcrais. No lado dos Bravos Açorianos, Ricardinho esteve perto de se isolar em zona de finalização, Lincoln colocou Diogo Costa à prova e Rui Costa, também na procura da profundidade, por pouco não alvejou a baliza contrária.

 

Depois de dilatar a vantagem a formação visitante acabou por gerir a partida, conseguindo mesmo selar o marcador com o 2º golo de Luis Díaz.

 

O Santa Clara volta a entrar em campo no dia 20 de novembro, sábado, para defrontar o SC Braga, fora de casa, em partida referente à 4ª eliminatória da Taça de Portugal.

DESTAQUES

 

Ricardo Fernandes: Sem responsabilidade nos golos do FC Porto, o guarda-redes do Santa Clara protagonizou duas grandes defesas.

 

Nené: Dos mais lutadores no meio-campo dos Bravos Açorianos.

 

Rui Costa: Na procura constante da profundidade causou algumas dificuldades à defensiva adversária.

90+4'Termina a partida no Estádio de São Miguel
90'Tempo adicional de 3 minutos
85'Entram Bruno Costa e Fábio Vieira, saem Sérgio Oliveira e Luis Díaz
84'Entra Pepê para o lugar de Luis Díaz
83'Entra Anderson Carvalho para o lugar de Nené
80'Saem Grujic e Otávio, entram Francisco Conceição e Vitor Ferreira
77'0-3 Golo de Luis Díaz
72'Entram Luiz Phellype e Júlio Romão, saem Lincoln e Rui Costa
65'Rui Costa ganha canto.
63'Expulsão para Allano.
62'Jean Patric entra para o lugar de Ricardinho.
47'0-2, golo do FC Porto. Marca Luis Díaz.
46'Rui Costa apita para o início da 2ª parte.
45'Depois do livre de Lincoln, que fica na barreira, Rui Costa apita para o intervalo.
45'Livre para o Santa Clara em posição de muito perigo. Avança Lincoln para a cobrança.
45'Remate de Rui Costa, cruzado, que sai por cima.
42'0-1, golo do FC Porto. Marca Sérgio Oliveira.
40'Cartão amarelo para Allano.
33'Ricardo, seguríssimo, amarra o cabeceamento de Grujic!
24'Rui Costa, lançado na profundidade, perto de surpreender a defesa do FC Porto.
22'Sagna estava tocado, mas já prosseguiu o jogo.
18'Lincoln, de pé direito! Amarrou o guardião Diogo Costa.
17'Lançamento em zona perigosa para a baliza do FC Porto. Vamos!
5'Tassano! Que grande corte do uruguaio para impedir investida individual de Luis Díaz.
4'Por pouco! Allano serve Ricardinho que por pouco não remata à baliza!
1'Rui Costa dá início à partida. Vamos, Bravos!
Bem-vindos ao Estádio de São Miguel!