‘Não há jogos fáceis. O Nacional é uma equipa de muita valia’

Influenciado pelo seu já habitual pragmatismo, Daniel Ramos anteviu uma jornada bastante dividida diante de um CD Nacional que ocupa o lugar de lanterna vermelha do campeonato mas que, nem por isso, não vai proporcionar uma partida com facilidade. Alertado, o grupo trabalhou esta semana ciente de que a última exibição dos alvinegros, não espelha aquela que é a valia da equipa.

 

‘O Nacional é uma equipa objetiva, bastante vertical e que procura sempre a profundidade para atingir a baliza adversária’, afirmando Daniel Ramos, resumindo a filosofia de jogo dos madeirenses que trocaram de treinador há bem pouco tempo. Pese embora as alterações no comando técnico dos insulares, há uma filosofia de jogo padronizada que foi estudada e esmiuçada pela equipa técnica do CD Santa Clara ao longo desta semana.

 

Os três pontos, segundo o líder dos encarnados, revestem-se de especial relevo, tendo em conta a premente necessidade de fechar as contas da manutenção, apontado pelo treinador e conselho de administração como o grande objetivo para esta temporada. Instado a comentar sobre a possibilidade da equipa poder vir a lutar por um lugar europeu,  o timoneiro dos açorianos remeteu uma resposta para outra altura mais oportuna, indicando que este não é o timing adequado para redefinir objetivos.