Noite de Sa…nta Clara

Noite histórica para o CD Santa Clara e para os Açores. Diante dos campeões nacionais, os bravos açorianos alcançaram uma das melhores vitórias da sua história e uma das mais importantes da história do desporto açoriano.

 

Diante do SL Benfica, num jogo com contornos épicos e históricos, o CD Santa Clara somou três importantes pontos, prosseguindo assim o seu ciclo invicto na Liga NOS desde a retoma do campeonato. Estes três pontos, mais do que um marco histórico para o clube, trata-se de uma homenagem ao povo açoriano.

 

Os primeiros minutos de jogo mostraram um CD Santa Clara igual a si próprio: equipa em bloco alto, com posse de bola, sem medo de se assumir, a jogar olhos nos jogos em casa do campeão nacional. E foi isso que fez o CD Santa Clara durante os noventa minutos da partida. Depois de um primeiro aviso de Thiago Santana, logo nos primeiros minutos, Anderson Carvalho inaugurava o marcador. O brasileiro faz um corte providencial, evitando uma transição rápida dos lisboetas e, no momento seguinte, qual ponta de lança, finaliza sem hipóteses perante Vlachodimos.

 

Na segunda parte, o SL Benfica entrou com a expetativa de tentar contrariar a superioridade evidenciada pelos açorianos na primeira parte. O empate chegou logo no quinto minuto da segunda parte mas seria ‘sol de pouca dura’. Minutos depois, num lance de bola parada, Zaidu sobe ao terceiro andar e atira a contar para o segundo golo do CD Santa Clara.

 

Antes de prosseguirmos, importa referir que, daqui em diante, assistiram aos minutos mais estonteantes da história do clube. Primeiro, o SL Benfica marca dois golos de rompante e faz a reviravolta no jogo. A dez minutos do final do jogo, história. Primeiro, Cryzan restabelece a igualdade através da cobrança de uma grande penalidade. E, já perto do apito final, Zé Manuel, quem mais, o homem dos golos importantes, assinalava um dos golos mais importantes da história do clube. Vitória justa, vitória épica, vitória histórica.

DESTAQUES

 

 

Fábio Cardoso- O central justificou o porquê de ser considerado um dos melhores centrais a atuar em Portugal. Imperial

 

 

Zé Manuel- São muito poucos os jogadores que se podem dar ao luxo de marcar aos três grandes pelo CD Santa Clara. Zé Manuel é um deles e apontou, provavelmente, um dos golos mais importantes da história do clube.

 

 

Zaidu- Foi uma autêntica locomotiva pela lateral esquerdo criando vários desequilíbrios na defensiva do SL Benfica.