• ENTREVISTA A MINHOCA- O BOM FILHO À CASA TORNA

ENTREVISTA A MINHOCA- O BOM FILHO À CASA TORNA
ENTREVISTA A MINHOCA- O BOM FILHO À CASA TORNA
23 Junho 2017

ENTREVISTA A MINHOCA- O BOM FILHO À CASA TORNA

Natural de São Miguel, o médio de 29 anos está de regresso à terra que lhe viu nascer. Lê aqui as primeiras declarações ao nosso site.

Nélson Alexandre Farpelha Estrela, para o Mundo do futebol “Minhoca”. Bem podíamos estar a falar de mais um caso de um jogador de futebol açoriano que caiu no esquecimento. Mas o médio ofensivo nascido e criado em Ponta Delgada quebrou todas as barreiras que o podiam levar ao insucesso e já tem inscrito o seu nome na história do futebol nacional. Dono de um pé direito mágico, uma visão de jogo especial e um toque de bola diferenciado, Minhoca é um dos casos de sucesso do futebol nos Açores, nos últimos anos. De volta a casa, onde começou a dar nas vistas, fomos falar com Minhoca, um dos nossos reforços para a próxima temporada.

 

Nélson, já estava há quatro anos no FC Paços de Ferreira, onde deu nas vistas no futebol português. Porque decidiu voltar a casa e em específico ao CD Santa Clara?

 

Nélson Estrela: Principalmente porque sinto-me feliz aqui. Sei que vou voltar a ser muito acarinhado no CD Santa Clara. Para além disso, vou poder jogar com mais regularidade. Vou poder voltar a ser feliz e a mostrar o meu futebol.

 

Antes de continuarmos e também para tentar matar a curiosidade dos nossos adeptos , como surge o apelido de Minhoca?

 

NE: Eish! Já foi há muito tempo! (risos) Sei que me deram o apelido tinha eu uns nove anos, agora quem me deu e o porquê de me terem dado esse apelido não sei mesmo responder.

 

Agora sim, já podemos continuar. Como avalia a sua recente experiência na Primeira Liga?

 

NE: Foi o culminar de um sonho de criança que sempre tive. Aprendi muito. Mas agora só penso em voltar a triunfar aqui, no Santa Clara.

 

De que forma é que os responsáveis do CD Santa Clara o convenceram a voltar?

 

NE: Acima de tudo, apresentaram-me um projeto bastante ambicioso. Convenceram-me que poderia voltar a ser muito feliz e vim.

 

Saiu do CD Santa Clara, numa altura em que o clube atravessava um momento delicado. Encontra mudanças no clube, nem relação à sua primeira passagem?

 

NE: Já senti algumas mudanças. Nomeadamente, a confiança que me passaram, o projeto ambicioso e bem estruturado que me apresentaram.

 

E quais são os objetivos para a próxima temporada?

 

NE: Temos de ser humildes e manter os pés bem assentes. Queremos alcançar a melhor classificação possível. Vamos lutar para dar alegrias a estes nossos adeptos.

 

O que faz do CD Santa Clara um clube diferente dos outros?

 

NE: Principalmente a forma como os adeptos acarinham os seus jogadores, a paixão das pessoas pelo clube. E depois todas as condições que nós temos aqui, também ajuda.

 

Qual a mensagem que quer deixar aos sócios e aos adeptos para a próxima temporada? O que podem esperar do “Minhoca”?

 

NE: Posso dizer que vou dar tudo pelo clube. Vou dar o meu máximo para que possamos atingir os nossos objetivos e para que, no fim, possamos estar felizes com o nosso rumo.

Voltar a notícias