Regresso ao Passado – Jorge Gamboa

Há jogadores  que nascem para fazer história e para deixar marca no mundo do futebol. Jorge Gamboa é um desses casos. Chegou ao CD Santa Clara com 27 anos, depois de uma carreira dividida entre Rio Ave e SC Braga e, logo na primeira oportunidade, não perdeu a chance de deixar a sua marca no clube. Gamboa foi o primeiro atleta a marcar pelo CD Santa Clara na Primeira Liga… bisando, diante do Sporting CP de Schmeichel e companhia.

 

A ligação sentimental ao CD Santa Clara

 

‘Fico muito feliz por ter sido o primeiro jogador a marcar um golo pelo CD Santa Clara na Primeira Liga. Ainda hoje sou recordado  por esse facto e isso deixa-me bastante orgulhoso. Criei laços bastante fortes com o clube, costumo chamar-lhe de ‘cordão sentimental. Aliás, ainda tenho uma ligação muito forte à ilha e com uma vontade enorme de voltar aí novamente.’

 

‘Cliente Habitual’

 

‘Se  dissesse que pensava que iria marcar 2 golos estaria a mentir mas é sempre possível. Apesar disso, tenho de confessar que o Sporting CP era meu ‘cliente habitual’ quando estava nas camadas jovens do FC Porto. Nos seniores, a história era diferente’

‘O Santa Clara tem vindo a crescer e a ganhar mais consistência’

O derrubar do ‘Monstro’

‘Para já, marcar dois golos ao Sporting  já  é um facto relevante. Agora, ainda por cima, diante do ‘monstro consagrado’ que era  Schmeichel, ainda mais. Isto só ajudou a tornar o feito ainda mais mediático. Para além de ser extremamente competente, Schmeichel era uma grande homem com um passado de enorme respeito’.

 

Um sonho real

‘Foi uma reação  linda e inesquecível  para mim. O CD Santa Clara estava a viver um sonho, estava em lua de mel. O facto de eu ter feito os dois golos no jogo de estreia tornou-me o protagonista naquela semana a seguir ao jogo. Foi uma semana memorável  para mim. Eram fotos, autógrafos. Senti-me mesmo um verdadeiro craque (risos). ‘

 

Personalidade e Carácter para repetir a história

O mister João  Henriques saberá melhor que ninguém o que terá de transmitir aos seus jogadores. Por mim, repetia a receita do jogo diante do SL Benfica. Personalidade, carácter, qualidade e muita concentração  competitiva. A parte táctica deixo para o mister.’

 

O crescimento do CD Santa Clara

‘Penso que o clube tem vindo a fazer o que os responsáveis  pretendiam quando assumiram o projecto. Ou seja, crescer como instituição, estrutura e como equipa. O CD Santa Clara tem vindo a crescer e a ganhar cada vez mais consistência como equipa de Primeira Liga.’