‘Não somos apenas futebol e pontapés na bola’

Em entrevista ao jornal ‘Açoriano Oriental’, Rui Cordeiro, presidente do CD Santa Clara abordou a temporada desportiva 19/20, a possível manutenção histórica, a valorização de ativos no período pós-pandemia e reforçou a importância da Santa Clara Açores, Futebol S.A.D no contexto sócio-económico enquanto entidade empregadora na Região Autónoma dos Açores.

 

A temporada histórica

 

‘Falamos de uma época histórica, já que pela primeira vez na história do futebol português uma equipa açoriana irá se manter três épocas consecutivas na I Liga.

(…) Quando entramos no CD Santa Clara  a situação era muito difícil, de incumprimento generalizado, um clube distante dos açorianos com um passivo que ascendia a mais de dez milhões. Hoje temos o clube sem dever um cêntimo à banca.’

 

Valorização de Ativos

 

‘Com a recente pandemia global tudo o que hoje era certo, amanhã é incerto.

(…) Independentemente de quem entra ou sai: o nosso ADN é um ADN Açoriano, um ADN de garra, de luta, de bravos açorianos.

 

Importância da Santa Clara Açores, Futebol S.A.D enquanto entidade empregadora

 

‘Não somos apenas futebol e ‘pontapés na bola’. Somos uma grande entidade empregadora que dá emprego a mais de 50 pessoas.

(…) Não vamos despedir ninguém, vamos à luta!’